Blog

Aqui você encontra os textos que já escrevi.

Apesar de vários termos da psicanálise (inconsciente, ego, entre outros) serem de conhecimento amplo do público, parece que a psicoterapia em si ainda é um mito no imaginário de muitas pessoas. Afinal, como funciona? É só uma conversa? Por que não conversar com um amigo ou simplesmente desabafar nas redes sociais ou em um diário? Não é a mesma coisa? Não, não é a mesma coisa.

Ainda que existam diferentes teorias psicológicas (a Psicologia vai além da Psicanálise e cada psicólogo pode seguir uma ou até mais de uma teoria), todas as teorias concordam que a psicoterapia não é apenas uma conversa, ou um bate papo, como muitos creem. Em uma sessão de psicoterapia, o cliente fala e o psicólogo escuta, porém a escuta do psicólogo é diferente da escuta de um amigo, familiar, etc., porque é uma escuta preparada para não julgar, independente do que seja falado, é um escutar que é direcionado apenas para tentar compreender e ajudar o cliente em relação às suas queixas. O psicólogo também pode falar, mas desde que seja sobre as questões do cliente, já que a terapia é sua. Comumente, o psicólogo fala com o objetivo de entender melhor sobre o que o cliente está falando e lhe ajudar a lidar com aquilo que o incomoda.

Outra questão muito frequente no imaginário popular é que o psicólogo está ali para dar conselhos, que vai dar palpites na sua vida, ou até que vai te dizer como fazer para melhorar a sua vida, mas esse não é o papel do psicólogo. Quando me questionam sobre isso, costumo pedir para imaginar a seguinte situação, você chega ao consultório com um problema, para mim, enquanto psicóloga, seria muito mais fácil apenas te dizer o que eu acho que você deve ou não fazer. Mas primeiro pare e reflita um pouco, mesmo que eu te dê o melhor conselho do mundo para aquele problema, quem irá viver aquilo é você, não sou eu, certo? Então como eu poderia te dizer a melhor forma de fazer algo? Primeiro que na maior parte dos casos não existe isso de melhor/pior forma, existe na verdade o que é possível para você e o que você não vê como possibilidade, e quem é melhor para dizer o que é possível ou não para você do que você mesmo? Dessa forma, o psicólogo está ali para te ajudar a trilhar o seu próprio caminho, indo junto com você, vendo o que é possível e o que não é.

Devido ao sucesso da Psicanálise muitos acreditam que psicólogos sempre interpretam o que o cliente fala, mas isso não acontece com todas as teorias, a que uso para trabalhar, por exemplo, é uma das que não fazem uso da interpretação. O que não é uma crítica à Psicanálise, muitas pessoas se sentem confortáveis com as interpretações e para elas a Psicanálise ajuda muito, entretanto para outras pessoas essa questão da interpretação é um incômodo. Então se isso te incomodar, há muitas teorias que não fazem uso de interpretações para ajudar aos clientes. Na teoria que uso, Fenomenologia-Existencial, pode-se dizer resumidamente que o psicólogo escuta o que o cliente fala sem nenhum tipo de pré-conceito formado e a partir do que a pessoa fala, tenta-se entender a situação para tornar ela mais clara tanto para o psicólogo quanto para o cliente e, assim, ajudá-lo.

Saiba que a terapia nem sempre será agradável. É comum sair muitas vezes da terapia sentindo-se até mesmo pior do que quando chegou lá, mas saiba também que isso é um sinal de que você está falando do que realmente te incomoda e falar do que nos incomoda, convenhamos, nunca é fácil, dói mesmo. Entretanto, o que se deve ficar atento em relação à terapia é se você se sente ouvido, compreendido e respeitado pelo seu psicólogo. Caso isso não aconteça, você é livre para ir em outro psicólogo que o faça se sentir assim, pois é essencial que a terapia seja um lugar em que você possa falar sobre tudo, sem nenhum tipo de julgamento.

Portanto, fazer terapia não é apenas um bate-papo, o psicólogo é um profissional treinado e em constante treinamento para ouvir e ajudar nos seus problemas, independentemente de quais sejam, mesmo que você ache que são problemas risíveis. Se algo está te incomodando, então não é algo “bobo”, como muitos acreditam e procurar a psicoterapia demonstra que você quer cuidar de si mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Marque seu atendimento